Felina

Alta 1,70 cabelos castanhos aloirados, olhos castanhos, 38 anos, 62 Kgs, uma felina - Mas Meiga!

16 March 2006

CATARINO COSTA QUER "COESÃO INTERNA" NO PARTIDO

Esta será a “pior concelhia em termos internos”, avança o candidato à presidência da comissão política concelhia do PS de Setúbal, Catarino Costa. O socialista explica que é uma concelhia “automotivada”, por “não haver eleições externas”, visto que é um mandato de apenas dois anos. Considera assim esta concelhia uma “concelhia de transição” que se deve “dedicar ao trabalho interno de reorganização e reforço da coesão partidária” e propõe a “reorganização do partido por freguesias”, o que “facilitaria a intervenção da concelhia”.
Esta será a “pior concelhia em termos internos”, avança o candidato à presidência da comissão política concelhia do PS de Setúbal, Catarino Costa. O socialista explica que é uma concelhia “auto motivada”, por “não haver eleições externas”, visto que é um mandato de apenas dois anos. Considera assim esta concelhia uma “concelhia de transição” que se deve “dedicar ao trabalho interno de reorganização e reforço da coesão partidária” e propõe a “reorganização do partido por freguesias”, o que “facilitaria a intervenção da concelhia”.

Catarino Costa defende uma “coesão interna formada por uma mistura de elementos da juventude e de militantes com mais experiência”, propondo uma “dinamização do partido não só em situações eleitorais”. Fala também da importância da “introdução das novas tecnologias para a melhoria do funcionamento interno” e da necessidade de haver “formação dos militantes”, para que fiquem “mais aptos a bem desenvolverem as suas funções”. O candidato defende também que se continue a prestar atenção à questão do “desenvolvimento económico” e à “preocupação com os idosos, as acessibilidades e a educação”.

Quanto às críticas que têm vindo a ser feitas aquele que é o actual presidente da concelhia, nomeadamente a de que tem faltado trabalho interno, a da necessidade de renovação e a dos militantes se terem vindo a afastar, Catarino Costa diz “estar tranquilo”, afirmando que aqueles que o acusam de nada fazer “são os mesmos que o criticam por se expor demais e concorrer a tudo”. O socialista acusa ainda muitos dos seus críticos de “não terem dado um passo nas autárquicas”, defendendo que “isso também é trabalho interno”. Acrescenta também que “não precisa de ter grandes responsabilidades partidárias para se preocupar com o que se passa na cidade”.

No que toca à renovação do partido, o candidato afirma que esta “não consiste apenas em mudar uma cara ou duas na direcção partidária”, lembrando que aqueles que reclamam esta renovação e que “estiveram nas principais estruturas partidárias, nada de útil ou visível fizeram neste sentido”. E esclarece que os militantes se afastam porque “têm hoje solicitações sociais mais variadas” que lhes deixa menos tempo para o partido. O candidato concorda que “têm todo o direito de o criticar e de com ele não concordar”, mas revela que também ele, “enquanto melhor conhecedor da concelhia do PS”, tem “o direito de fazer as suas críticas, mas sem prejuízo para o partido”. Neste âmbito constata que o PS “é um partido com história, construído por milhares de militantes, muitos deles anónimos e que nunca foram ‘assessores de ninguém”, crítica que “a pessoa visada saberá que é para ela”, informa.

Catarino Costa confessa só se ter candidatado, porque muitos militantes o fizeram ver que “não é nas horas difíceis que se deve voltar as costas”, não tendo identificado qualquer razão para “não assumir a candidatura”, até porque os militantes “sempre lhe deram confiança” e quer “continuar a ser digno dessa confiança”. Sublinha que “o partido é dos militantes e é um lugar de eleição e não de nomeação”. Quanto à adesão dos indivíduos “só será conhecida em profundidade nas urnas”, até porque “muitos militantes reservam a sua opinião para o dia da eleição”, não deixando, no entanto, de “irem manifestando o seu apoio”. Conclui que o seu projecto “mantém todas as virtualidades” e que “não renega o passado, mas pretende também a resolução dos problemas do presente e a construção do futuro”.
Muito mal vai o meu partido .... É sempre do mesmo.....

4 Comments:

  • At 6:05 PM, Anonymous canzoada said…

    Mais do mesmo?

     
  • At 1:30 PM, Blogger Alentejano said…

    Olha o meu amigo Catarino Costa ; Mimi podias ter arranjado uma foto com ele a sorrir... Já agora um beijinho para a filha , a minha amiga Marisa...

    Mimi então e para a distrital?? não fazes um post a fazer o balanço do mandato da Amélia ??
    Eu tinha razão quando apoiei o Alberto Antunes, desta fez só desejo que o Zé Reis avançe..conta comigo.
    Beijinho bom fim de semena.

     
  • At 2:59 PM, Anonymous mimi said…

    A Marisa também faz parte da lista, é a monarquia, amigo Alentejano.
    A Amélia só fez merdice, também votei Alberto, apesar de ser velho, é muito mais amigo dos Socialistas e defende muito mais o partido.
    O Zé Reis não avança...
    Viva o PS
    Bfds

     
  • At 5:54 PM, Blogger Alentejano said…

    Tens essa certeza toda que o Zé Reis não avança???

    Não tenhas...

    Beijinho.

     

Post a Comment

<< Home